Encontre plantas comestiveis

By March 27, 2017Comida de graça, Dicas

A natureza nos dá uma diversidade imensa de plantas comestiveis e frutas alimentícias que nós nos esquecemos que podemos comer. Elas estão nos campos, jardins e nas capoeiras.



A natureza tem muito mais a nos oferecer.

Quando as cidades ainda tinham muitos jardins, e eram rodeadas de campos. Quando as matas ainda prevaleciam e as águas eram puras. Quando a natureza estava mais preservada, menos poluída. Entao, os seres humanos, tínham alimentos disponíveis em todos os lugares.

Frutas como morangos, maçãs e framboesas não têm que vir de um supermercado. Você pode encontrá-lo em sua rua, um parque ou uma floresta perto de você. Você pode colher este alimento relativamente frequentemente. E, exceto frutas, há também castanhas, dandelions, ervas selvagens e muito mais.

Esta atividade de encontrar comida é freqüentemente chamada Forragem Urbana. É aconselhável saber o que você pode e não pode comer, e onde encontrar boa comida.

Para muitas áreas existem sites, como nesta pagina da Wikipédia, você encontra alguns exemplos de plantas comestíveis no Brasil.

As plantas comestiveis e não comestiveis

Como já sabemos, há plantas que se podem comer e outras não, ou seja, são chamadas de plantas comestiveis e não comestiveis.

Algumas dessas plantas comestiveis e que fazem parte da nossa alimentação são: nabos, cenouras, batatas, cebolas, couves, alfaces, couve-flor, brócolos, etc.
Algumas das plantas não comestíveis são: margaridas, túlipas, cactos, rosa, malmequeres, estrelícias, cravos, manjericos, erva e arbustos.

Mas atenção, só por não gostarmos de algumas plantas, não quer dizer que elas não sejam comestíveis.

Algumas plantas comestiveis para conhecer

Abaixo esta listado algumas plantas comestiveis encontradas na Flora Brasileira e Portuguesa.

  • Jaracatiá/Mamoeiro do Mato (Jaracatiá spinosa)

    De seus frutos verdes pode-se fazer geleia e também são comidos frescos, quando maduros. Esse mamoeiro do mato é característico da Mata Atlântica, os frutos são parecidos ao mamão papaia. Com a diferença que seu sabor vai do maracujá à manga. Seu leite é bastante caustico podendo dar alergia a algumas pessoas mais sensíveis.

Foto: http://www.arvores.brasil.nom.br/new/jacatia/index.htm

  • Mamãozinho/Jaracatiá (Vasconcella quercifolia)

    È parecido com o mamão papaia mas seus frutos são listradinhos. Antigamente abundavam nas beiras de mato, agora está quase extinto. Os frutos maduros são comestíveis e muito gostosos, do fruto verde e do caule é que se fazia o doce ralado de jaracatiá.

Foto: http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=9241

  • Abóbora-do-Mato (Melotria pendula)

    Come-se o fruto verde ou maduro, em saladas ou doces. É medicinal e tradicionalmente usado como laxante.

Foto: http://www.portaldoholanda.com.br/abobora-do-mato/abobora-do-mato-e-considerada-um-dos-mais-poderosos-purificadores-sanguineos

  • Picão/Carrapicho (Bidens pilosa)

    Suas folhas podem ser usadas em saladas. É medicinal sendo seu chá indicado para problemas hepáticos.

Foto: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/02/pesquisa-brasileira-usa-carrapicho-para-fazer-creme-antirrugas.html

  • Serralhinha/Flor de Pincel (Emilia fosbergii Nicolson)

    Suas folhas podem ser usadas em saladas e sucos verdes. Seu chá é útil contra infecções urinárias. Suas flores também são comestíveis e usadas em risotos, saladas, sopas, entre outros.

Foto: https://myfloridabackyard.blogspot.de/2010/11/?m=0

  • Taboa (Typha domingensis)

    Seus brotos e centro do caule podem ser usados como palmito. Das inflorescências (as “salsichas”) tira-se o pólen que pode ser usado como cereal e em massas de pães e bolos – pode-se comê-lo cru. Por fim, a raiz pode ser cozida e tem o mesmo teor de proteína do milho e batata. Mas, as taboas absorvem metais pesados das águas portanto, só coma esta planta se tiver garantia da potabilidade das águas que as banham.

Foto: https://www.flickr.com/photos/ericamorais/5432119418

  • Ciledónia (Chelidonium majus)

    Sua planta é tóxica e o líquido da planta é corrosivo, irritante e pode causar paralisia. Não ingerir. Só é usada externamente para casos de verrugas e outras anormalidades de pele, e com aconselhamento adequado.

Foto: http://www.reflexosonline.com/reflexos.php?num_foto=71711

  • Barba de bode (Tragopogon porrifolius)

    Trata-se de uma raiz comestível. Tem uma cor exterior castanho escura, ponta afilada, e contém uma parte carnosa branco grisáceo no seu interior, que é tenra e nutritiva. Seu princípio ativo é eficaz contra a gota e o reumatismo. Também exerce acção como descongestionante dos rins, do fígado e dos intestinos. Comem-se as folhas e raizes cortadas em saladas, as pontas dos rebentos ligeiramente cozidas com manteiga ou azeite como os espargos. As raizes no final do verão podem comer-se fritas com pão ou cozidas.

Foto: http://obotanicoaprendiznaterradosespantos.blogspot.de/2012/04/barba-de-bode-tragopogon-porrifolius.html

 Aqui estão quatro diretrizes a cumprir:

  • Seja amigável: peça permissão se não está claro quem é o proprietário de uma árvore específica.
  • Seja generoso: quanto você realmente precisa? Só tomar o que você quer comer, deixar o resto para os outros.
  • Esteja alerta: cuidado com as trepadeiras químicas em árvores ou plantas.
  • Tenha cuidado: não escolha espécies raras ou protegidas.

Há um site GreenMe com um monte de dicas sobre como encontrar plantas comestíveis.

Dicas de leitura